20/08/2017

FLORIDA 2012 – Dia 1 / Chegando ao Aeroporto de Miami, e agora?

E ae, pessoal, tudo bem?

Você deve acompanhar nosso blog então sabe que este é o segundo post sobre esta viagem à Florida. Caso não tenha lido o post anterior, sugiro que leia:

FLORIDA 2012 – Dia 0 / Embarque

Neste dia 1 vou contar como é chegar a Miami, a imigração no aeroporto, a retirada do carro alugado, minha chegada ao hostel, e um pouco sobre Miami Beach, além de dicas imperdíveis.

Este post fala apenas dos procedimentos e experiência no Aeroporto de Miami. Confira!

DIA 1 – 20/11/2012 – Aeroporto Internacional de Miami

Desembarcando do avião, caso você não saiba o caminho a seguir, simplesmente acompanhe o fluxo. Todos terão que passar pela área de imigração (U.S. Customs and Border Protection) para daí retirar as bagagem e seguir adiante.

DICA: Preencha os formulários entregues pela tripulação do avião corretamente e com muita atenção para evitar contratempos.

Bom, como já desembarquei algumas vezes em Miami, tentei sair rápido da aeronave para evitar a fila que se forma para os procedimentos imigratórios.

DICA: No caminho para a área de imigração utilize as esteiras rolantes caso não estejam cheias. Geralmente quando estão cheias as pessoas não andam sobre elas e é mais rápido ir caminhando ao lado delas.

Aeroporto de Miami
U.S. Customs and Border Protection

Cheguei ao guichê (de não cidadão, a fila da direita) com o passaporte, formulário preenchido e minha carteira de viagem onde deixo a mão meu dinheiro, cartões de crédito, mapas e endereços de onde irei ficar. Nunca precisei comprovar ou mostrar nenhum documento, mas é sempre bom tê-los por perto.

Mesmo que você não fale inglês, neste momento não tenha pânico. Os policiais são treinados para serem frios, mas somente irão perguntar coisas como: Qual a finalidade da viagem? Quanto tempo pretende ficar? Quanto possui de dinheiro para a viagem? Vai ficar hospedado na casa de alguém?

Para mim, em algumas vezes foi perguntado: Quantas vezes você veio aos EUA este ano? Qual a última vez que você veio aos EUA? Você possui parente morando nos EUA? Por que você foi tantas vezes à Argentina? (????)

Mas mesmo assim, como eu já disse nada de pânico! Responda tranquilamente as perguntas. Caso o policial não fale espanhol (muitos falam) ele se fará entender de alguma forma. Conheço muitas pessoas que passaram sem problemas mesmo não sabendo falar outro idioma.

DICA: Leve tudo anotado e caso não saiba falar, apenas mostre as anotações ao oficial quando questionado.

Bom, neste primeiro guichê, além das perguntas será necessário entregar o formulário branco (I94), colocar quando solicitado a mão para coletar as digitais e tirar uma foto.

DICA: I94 (branco): deve ser preenchido um para cada pessoa que estiver viajando, inclusive bebês. Após o oficial da imigração fizer a sua entrevista, ele vai te entregar um canhoto que você terá que guardar e entregar na volta da viagem.

O próximo passo é retirar as bagagens e seguir em direção à saída. Antes disso há o guichê da alfândega onde é necessário entregar o formulário azul (6059B).

Neste ponto perguntas sobre quanto de dinheiro tem para a viagem, se você mesmo preparou a sua mala e sobre o conteúdo dela podem ser feitas. Em alguns casos você será direcionado para outra sala, onde sua bagagem será inspecionada. Eu já fui três vezes para lá. Novamente nada de nervosismo, pois “quem não deve não teme”. Responda as perguntas e siga as instruções do oficial.

DICA: 6059B – Customs (azul): deve ser preenchido apenas um por família, desde que morem na mesma residência (isto é obrigatório).

Aeroporto de Miami
Vistoria em malas

 DICA: Se quiser mais informações sobre como preencher os formulários, o link a seguir tem mais informações http://www.dicasorlando.com/2012/07/preenchimento-dos-formularios-de.html

Passando por tudo isso, começou realmente a viagem. Primeiro passo em solo americano, retirar o carro no “Rental Car Center”.

Há algum tempo atrás o transporte para o prédio onde ficam as locadoras era feito de ônibus. Você descia de elevador até o nível da rua e aguardava o ônibus.

Hoje ele é feito por um trem automatizado chamado MIA MOVER. Meu voo chegou ao terminal J, no terminal sul. A estação do MIA Mover fica no terminal central. Este percurso é feito caminhando ou por esteiras rolantes. Aqui apenas siga as placas.

aeroporto de miami
MIA Mover

Cheguei ao Rental Car Center e procurei pela Alamo. Foram quase duas horas de fila para retirar o carro. Não tirei foto, mas estava mais ou menos assim:

Aeroporto de Miami
A fila estava quase assim quando chegamos

A maioria das operadoras de turismo no Brasil trabalha com a Alamo nos Estados Unidos. Ela possui bom suporte nos aeroportos e muitos pontos nas cidades, bons veículos e bom preço (às vezes), mas os relatos que eu tenho ouvido da fila e a fila que peguei nesta vagem são uma falta de respeito. A AVIS e a Budget estavam vazias e são muitos bons também.

Alugamos um sedan médio e como de costume com motorista adicional, todas as taxas e impostos pagos, “seguro” CDW (isentor de responsabilidade) e proteção estendida (plano MF na Alamo). Não pego com GPS, pois já comprei o meu em outra viagem. Caso você não tenha GPS com mapa americano sugiro o plano P3 quando for fechar a locação. Prefiro comprar esses planos no Brasil já que o câmbio é pré-fixado, sem IOF do cartão e ainda posso parcelar.

Nunca pego opcionais no balcão da locadora, mas neste caso peguei o tanque adicional, onde posso devolver o carro com qualquer nível de combustível (claro que estava na reserva). Antes da viagem consultei o valor médio do galão de gasolina nos postos da Florida e fiz a comparação. Valia a pena!

DICA: O plano mais completo da Alamo, o GP, possui o tanque de combustível. Caso seu voo de retorno seja muito cedo, acho que vale a pena pegar o tanque extra para não ter que parar no posto as 3h, 4h da manhã.

Quando descemos para o estacionamento retirar o carro, havia apenas um desta categoria e nossas malas não cabiam no parta malas. Fizemos upgrade para uma “midsize SUV” e pegamos uma RAV-4 que deve ter um dos maiores porta-malas da categoria.

Do aeroporto fomos dar uma voltinha para tomar café, fazer compras básicas de chegada e uma passeadinha antes de fazer o check-in no hostel. Mas tudo isso é assunto para o próximo post. Aguarde!

Sobre Daniel Françoso

Com 32 anos, tecnólogo em Organização e Gestão de Eventos e bacharel em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Possui mais de 15 anos de experiência em diversos segmentos do turismo (companhia aérea, operadora de turismo, agencia de turismo, turismo de luxo, corporativo e MICE). Atualmente é Controller em uma agência boutique e empresário. Curioso e grande entusiasta de tecnologia, mobilidade e mídias sociais, teve iniciativa de desenvolver este blog.

Confira também

guarulhos

FLORIDA 2012 – Dia 0 / Embarque

Olá Pessoal! Embora eu tenha prometido fazer o relato em tempo real, a correria dos …

5 comentários

  1. margolemos@ig.com.br'

    Daniel, eu e minha família iremos pela primeira vez aos EUA (Miami, Orlando) e adorei as dicas, até porque, somente arranhamos o básico do inglês e estamos muito inseguros (ou estávamos) até ler sua postagem…
    Parabéns pelo blog e obrigada.

  2. andrea@mundimicro.com'

    Somos uma empresa de logistica localizada em Miami e estamos trazendo ao mercado serviços que vão facilitar a vida dos turista que vem a Miami.

    Recepção de Mercadorias: Compre online em qualquer site americano, com calma e antecedência que receberemos com segurança e quando estiver em Miami é so vir retirar ou entregamos no seu hotel (sob Consulta). O prazo para recebimento é 60 dias limitando a 64kg.
    A partir de agora somos distribuidores oficiais do SEALBAG nos EUA, o lacre que protege suas malas contra o tão famoso corte cesária. Saiba como adquirir o seu kit em nosso site.
    Hospedagem de Malas: Quer fazer um cruzeiro ou até mesmo uma viagem curta pelos EUA e não quer levar tudo? Hospedamos suas malas pelo prazo que desejar com total segurança. é obrigatorio o uso do lacre e pesagem das malas.
    Em Breve emitiremos cartões VISA Pré Pagos, uma solução para proteger seu dinheiro durante a sua viagem sem a cobrança de IOF.
    Entre em nosso site http://www.mundimicro.com e saiba como aproveitar estes serviços.

Deixe uma resposta para Andrea Cancelar resposta