20/10/2017

Oh FUCK! A palavra mais versátil da língua inglesa

A palavra fuck e suas variações (fucking, fucker, motherfucker) talvez seja a mais controversa da língua inglesa. Ela ainda é considerada tabu, mas isso não impede que seu uso ainda seja muito frequente.

Fuck

Assim como os filmes nos ensinaram, (reza a lenda que no clássico filme Scarface ela é citada 182 vezes!) essa palavrinha de quatro letras possui uma infinidade de momentos em que ela pode ser usada.

Sua versatilidade é bastante apreciada pelos falantes do inglês. Dependendo da situação, fuck pode ser adjetivo, interjeição, advérbio, substantivo e até verbo. Justamente por causa disso, sua tradução varia bastante.

FuckCuriosidades:

Existem muitas histórias mirabolantes sem comprovação sobre a origem dessa palavra, mas não há dúvida de que ela tem origem germânica, no século XVI – ficken/fucken – “bater” ou “penetrar”. Como palavra impressa, foi proibida durante muitos séculos. Vários escritores tentaram restabelecer a palavra fuck na literatura, mas foi apenas em 1960 que uma editora ganhou o processo no tribunal de justiça, permitindo o uso legal da palavra na publicação do livro Lady Chatterley’s Lover (O amante de Lady Chatterley), escrito pelo autor inglês D.H. Lawrence em 1928. Apesar da proliferação e do uso amplo em todas as camadas da sociedade, a palavra fuck continua sendo uma das palavras mais proibidas da língua inglesa e, mesmo hoje em dia, ela aparece disfarçada em material impresso como f***, ou f-k, ou the F-word.

Uma destas muitas histórias conta que antigamente, na Inglaterra, não se podia fazer sexo sem o consentimento do Rei (a não ser que se tratasse de um membro da família real). Quando queriam fazer amor, tinham que pedir para o monarca, que lhes entregava uma placa, que deviam colocar na frente da porta de seu quarto enquanto tivessem relações. A placa dizia “Fornification Under Consent of the King”. Essa é a origem da palavra “fuck”.

Nunca é demais lembrar que é um palavrão (curse word, em inglês) e, por isso mesmo, não deve ser usada indiscriminadamente.

Abaixo você encontra alguns fatos interessantes sobre a famosa “f word“.

Fuck

 

Fuck

 

Fuck

Fuck

Às vezes os filmes exageram um pouquinho no uso da palavra. Veja a lista dos 10 filmes em que a palavra é repetida mais vezes.

1. F*ck (824 vezes – 8,86 vezes por minuto de filme. interessante documentário de 2005, aqui exibido apenas na tv a cabo, com depoimentos de famosos e anônimos, além de muito material de arquivo. resume bem o tema desta lista)

2. O Verão de Sam (435 vezes – 3,06 vezes por minuto de filme. ótimo filme de Spike Lee, sobre um serial-killer que apavorou a comunidade ítalo-americana do Bronx em Nova York no verão escaldante de 1977)

3. Violento e Profano (428 vezes – 3,34 vezes por minuto de filme. único filme dirigido por Gary Oldman, de 1997. retrato poderoso de uma família desagregada, com um alcoólatra – o ótimo Ray Winstone -, que vive em conflito numa pequena casa do subúrbio de Londres com a esposa e o irmão drogado)

4. Cassino (398 vezes – 2,37 vezes por minuto de filme. o clássico de Martin Scorsese sobre dois mafiosos, amigos de infância, às voltas com o controle do jogo na Las Vegas dos anos 1970 e com a esposa ex-prostituta de um deles)

5. Alpha Dog (367 vezes – 3,11 vezes por minuto de filme. dirigido por Nick Cassavettes, conta a história real de um traficante de drogas – Emile Hirsch – que foi o mais jovem na lista dos mais procurados do FBI na década de 90)

6. Marcados para Morrer (326 vezes – 3,00 vezes por minuto de filme. mais um bom thriller de 2012, que utiliza rápidas câmeras subjetivas. sobre dois policiais de Los Angeles – Jake Gyllenhaal e Michael Peña – que acabam envolvidos em algo muito mais perigoso do que estão preparados para enfrentar)

7. Twin Town (318 vezes – 3,21 vezes por minuto de filme. produzido por Danny Boyle, segue a linha de ‘Trainspotting’ ao contar a história de dois irmãos vagabundos, que estão sempre drogados numa cidadezinha de Gales, até que o pai deles sofre um acidente, trabalhando para o ricaço local, que não aceita indenizá-lo e eles resolvem vingá-lo)

8. No Rastro da Bala (315 vezes – 2,58 vezes por minuto de filme. policial, estrelado por Paul Walker com ritmo alucinante, edição criativa, mas um roteiro cheio de furos. boa parte dos “fuck” estão logo no início)

9. Perigo para a Sociedade (300 vezes – 3,09 vezes por minuto de filme. ótimo filme de estreia dos irmãos Hughes sobre um jovem que tenta sobreviver ao mundo violento que o cerca e às tentações das drogas e do crime)

10. Os Bons Companheiros (300 vezes – 2,06 vezes por minuto de filme. Scorsese de volta à lista com uma de suas obras-primas. a história de três amigos que cresceram no meio da máfia ao longo de três décadas, de sua ascensão à queda. um filme essencial)

Abaixo você encontra dois clipes que mostram como os roteiristas de cinema gostam dela:

The YouTube ID of TjrusKatMWs#! is invalid.

A seguir uma pequena aula sobre essa versátil palavra:

The YouTube ID of 26UA578yQ5g#! is invalid.

E para finalizar, um guia de como usar apropriadamente:

Fuck

Fuck yeah!

Rapha Forte
A Língua De Fora
http://alinguadefora.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/ALinguadeFora

Sobre Rapha Forte

Rapha Forte é professor de língua inglesa, tradutor, intérprete e criador do blog A Língua de Fora - alinguadefora.blogspot.com - sobre dicas e curiosidades sobre inglês.

Confira também

Antes de partir

Antes de Partir – Os cinco maiores arrependimentos dos pacientes terminais

A escritora e compositora Bronnie Ware relata em seu livro “Antes de Partir” os cinco …

Deixe seu comentário